“… Receberei poder ao descer sobre vós o Espírito Santo. Todos foram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas…” (Atos 1 e 2)

Logo MIR STM grande

Em Fevereiro de 1994, cumpriu-se a promessa feita por Deus a um pastor e suas ovelhas em um acampamento, onde experimentaram a doce presença do Espírito Santo e uma unção que os encheu por completo.

Muitos começaram a desfrutar da manifestação sobrenatural do Espírito Santo, o anseio de muitos que buscavam com afinco por este mover foi atendido. Em março de 1994, zelando pela “paz com todos”, pelo bom andamento do Corpo de Cristo, e na multiforme graça de Deus, um grupo de irmãos saía debaixo da benção da Primeira Igreja Batista em Santarém para começar um novo trabalho, incluindo o Pastor Antônio Pereira Malta.

No dia 23 de Março de 1994, não tendo ainda um lugar específico para as reuniões, realizaram em uma garagem cedida gentilmente pela irmã Tânia Joaquina Alves de Souza, o primeiro culto, com a presença de aproximadamente 50 pessoas. O número crescia dia a dia, o que os motivou a alugar um galpão localizado na Avenida Tapajós, e assim, nasce em 21 de Abril de 1994 a Igreja Batista Missionária. Um culto repleto de muita alegria e unção de Deus, com a presença especial do Pastor Renê de Araújo Terra Nova.

A partir desse dia, inicia oficialmente uma história de muitas lutas, de vitórias e de conquistas, de modo que se vivia literalmente a Palavra encontrada em At. 2 : 42 – 47 “E perseveravam na doutrina dos apóstolos, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor, e muitos prodígios e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens e os repartiam por todos, segundo a necessidade de cada um. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração. Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E a cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos.”

No dia 29 de janeiro de 1995, o pastor Antônio Pereira Malta, presidente da Igreja, entrega seu cargo, como também o pastorado da mesma, informando que para ele seu tempo de ministério em Santarém havia encerrado, mudando com sua família para outra cidade.

Foi nomeado para liderar a igreja como presidente o irmão Raimundo Ademir Sousa Almeida, e como vice-presidente o irmão Jessé Amaral Soares. Contavam também com a ajuda dos demais irmãos, que pertenciam à diretoria da igreja. Durante oito meses enfrentaram adversidades, até que a resposta às orações por um novo pastor, segundo o coração de Deus, chegasse. Neste período, houve um estreitamento no relacionamento com Pr. Renê de Araújo Terra Nova, o qual apoiava, dava conselhos, e ajuda durante esse tempo.

No dia 09 de agosto de 1995, chega o Pr. Wellington de Sousa Galdino em Santarém para conhecer a igreja e ser conhecido por ela, indicado pelo Pr. Renê Araújo Terra Nova.

Finalmente em 9 de Setembro de 1995, após várias reuniões, e testificações, o Pr. Wellington de Souza Galdino chega com sua família: Varlinda de Abreu Silva Galdino, grávida de seis meses e sua filha Laís de Abreu Galdino com 2 anos.

Em 16 de Setembro de 1995, o Pr. Wellington de Souza Galdino toma posse como o presidente e como novo pastor da igreja. No culto estavam os Prs. Renê de Araújo Terra Nova e Marcel Alexandre da Silva vindo a convite da diretoria da igreja para essa celebração. O irmão Raimundo Ademir Sousa Almeida passa a presidência e liderança da igreja ao Pr. Wellington de Souza Galdino, tendo feito com a sua esposa irmã Vera Lúcia Almeida excelente trabalho, sempre debaixo da total dependência do Espírito Santo. Nesse dia, a igreja foi marcada por alegria e unção.

No dia 01 de Outubro de 1995, em uma assembléia ordinária foi oficializado que a Igreja Batista Missionária deixaria de ser uma igreja independente e estaria oficialmente ligada à Primeira Igreja Batista da Restauração em Manaus, tornando-se uma igreja filha, a partir desta data, tornar-se-ia Primeira Igreja Batista da Restauração em Santarém. Era o começo de uma nova história e um marco na história eclesiástica da igreja, embora vive-se em meio a desafios, elogios, incentivos, críticas, especulações e obstáculos; no poder da fé e na bandeira da unidade, que os pastores e seus lideres sempre acreditaram, a igreja crescia.

Em 1997, Deus estabeleceu um novo marco na história da Igreja. Havia o desejo e a necessidade de mudar de endereço, pois o aluguel estava acima do orçamento, o irmão Ademir recebeu uma proposta do senhor Amir Siouf, que iria fechar a maior casa de show do Baixo Amazonas: “Babilônia”. Porém, só a venderia se fosse para uma igreja evangélica, porque estava descontente com os frutos do seu empreendimento. A proposta foi levada ao pastor e à diretoria. O pastor Wellington de Souza Galdino, homem de intimidade com Deus, entendeu que era um sinal profético e recebeu a proposta como vinda de Deus. Em um culto levou ao conhecimento da igreja a proposta e todos, coesos na mesma unção, abraçaram o desafio. A casa de show fechou e a igreja comprou o imóvel, assumindo assim, uma responsabilidade financeira muito maior do que o aluguel, contrariando o normal humano e vivendo o sobrenatural de Deus dia a dia. Grande foi o desafio, mas muito maior o esforço e o trabalho dos discípulos que, através de campanhas, feijoadas, shows, ofertas, trabalhavam para honrar o pagamento do local; e sem pode deixar, também, de mencionar, um casal que foi como um Boás para a finalização da compra, José Otavio Seiffert Simões e Denise de Sousa Guimarães Simões, que contribuíram de forma significante nesta conquista.

Foi um marco na cidade, porque uma igreja de aproximadamente 200 membros, com três anos de existência e já possuía um sítio lindo presente de Deus, chamado “Maanaim”, além de fechar o maior e mais badalado local de show do Baixo Amazonas.

Hoje, o MIR-STM consolidou-se como Igreja Apostólica Celular no Modelo dos Doze, amante de Sião, sob a cobertura espiritual do Ministério Internacional da Restauração em Manaus, liderada pelos Apóstolos Renê de Araújo Terra Nova e Ana Marita Terra Nova. Aliança gerada no coração de Deus, o qual tem acrescentado sabedoria, honra e unção. São mais de 3.000 discípulos em células, envolvidos e comprometidos no resgate da essência do evangelho, seguindo a proposta da Visão Celular: ganhar, consolidar, discipular e enviar. Uma igreja referência em Santarém e no Estado do Pará, pastoreada por um casal, que não tomou a vida por preciosa, mas decidiu fazer a vontade de Deus, Apóstolos Wellington e Varlinda Galdino não medem esforços para que a igreja viva no centro da perfeita vontade de Deus, e reflita a pessoa de Cristo através de vidas. São mentores que trouxeram o desafio de Romanos 12:1-2: ” E não vós conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis a vontade do Senhor, que é boa, perfeita e agradável. ”

O Apóstolo Wellington de Sousa Galdino é autoridade profética no ministério; ressaltando, também, o companheirismo, a ousadia e a doçura da Apóstola Varlinda Galdino, incansavelmente facilitadora do agir de Deus na Igreja; cabe mencionar a incondicional responsabilidade e dedicação dos Bispos Ademir e Vera Almeida, que lideraram a igreja, e foram importantes para os alicerces de uma história eclesiástica fundamentada na verdade e na santidade; Bispo Jessé Amaral, levita de coração puro, com simplicidade, entrega e coração de servo, ao dizer sim ao Senhor, renunciou sua carreira bancária e o curso de Direito para assumir de fato o chamado pastoral de tempo integral, tornando-se o vice-presidente do Ministério, com sua esposa Bispa Kênia Alves de Souza Amaral, serva e auxiliadora que, na implantação da igreja, dividiu-se entre faculdade, trabalho secular e as novas experiências de recém-casada, não se limitando na dedicação e no servir, porém, sempre atuante no ministério.

O Mistério Internacional da Restauração em Santarém tem hoje um conselho pastoral de 13 pastores preparados e consagrados pelo ministério. Igrejas implantadas na Visão Celular no Modelo dos 12 nas cidades de Óbidos, Alenquer, Juruti, interior do Oeste do Pará; em Belém: Icoaraci, Parauapebas; Trindade-GO. Homens e mulheres que aceitaram o “IDE” de Jesus, no propósito de fazer a vontade de Deus, colaborando no apascentamento do rebanho, conduzindo-os com alegria e unção à realização de objetivos e sonhos. Líderes de células, discipuladores, professores, levitas, voluntários em projetos sociais, intercessores, todos os que fazem parte desta história são guerreiros valentes, caminhando para a conquista de territórios para a glória de Deus.